Mulheres com cabelo oleoso têm dificuldade para mantê-lo sedoso ao longo do dia. Por isso, pedimos para o cabeleireiro consultor da Natura, Guilherme Cassolari, ensinar truques de como acabar com a oleosidade do cabelo sem dificuldades.

Shampoo e condicionador

Os cuidados devem começar na hora do banho, usando shampoo e condicionador desenvolvidos especificamente para cabelos oleosos. Uma sugestão certeira é o Shampoo Controle de Oleosidade, de Natura Plant, formulado com extrato de moringa, que restaura o equilíbrio da produção de oleosidade do couro cabeludo.

Na hora de lavar, é preciso massagear rapidamente o couro cabeludo com movimentos circulares feitos com as pontas dos dedos. Estimular demais a área só vai fazer com que as glândulas sebáceas produzam ainda mais óleo.

Aplique o condicionador apenas no comprimento dos fios. Nunca coloque-o perto do couro cabeludo. E enxágue muito bem o produto depois da aplicação.

Banho de água fria

Outra recomendação é tentar usar água fria na hora de lavar os fios. O calor aumenta a produção de óleo do couro cabeludo. Está certo que no inverno fica um pouco difícil de seguir essa recomendação, mas tente ao menos evitar água muito quente.

O tempo que o cabelo fica em contato com o jato de água também faz diferença. É aconselhável que a lavagem dure no máximo três minutos, para que não seja produzido óleo em excesso.

Folga para o secador

A alta temperatura também deve ser evitada depois do banho. “Se for inevitável o uso de secadores ou chapinhas, após o uso, finalize com um jato frio do secador para garantir brilho e leveza aos fios”, ensina Cassolari. Quando usar o secador, deixe o aparelho a 15 centímetros de distância e procure não deixar o jato em direção ao couro cabeludo.

Limpeza profunda

Mesmo usando os produtos indicados para seu tipo de cabelo, é aconselhável, uma vez por semana, aplicar um shampoo antirresíduos para uma limpeza mais profunda dos fios. “O Shampoo Limpeza Profunda, de Natura Plant, é ideal para eliminar os resíduos que ficam acumulados no cabelo, como o de outros produtos e de fatores externos, como a poluição”, conta o especialista.

Só não caia na tentação de usar esse tipo de shampoo em todas as lavagens, pois seu organismo vai entender que está faltando oleosidade e produzir ainda mais. Esse é o chamado efeito rebote.

Gui Cassolari indica também os produtos da linha Natura Plant Nutrição e Brilho, que trazem a combinação de três poderosos óleos: noz-pecã, macadâmia e gergelim. Juntos, proporcionam nutrição intensa, resgatando a saúde e o brilho dos fios. “Os destaques dessa linha são o Óleo, que forma uma película protetora que age no interior da fibra capilar, reduzindo os danos e deixando os fios livres de frizz e pontas duplas; e o Elixir, que blinda e sela as cutículas do fio e intensifica o brilho”, explica o cabeleireiro.

Mãos ao alto

Um dos piores hábitos para quem tem cabelo oleoso é ficar passando as mãos nele ou escová-lo com frequência. Além de estimular a produção de óleo, levamos muitas impurezas que acumulam nos fios e no couro cabeludo.

Modeladores e finalizadores

Quem tem cabelo oleoso precisa aplicar pouca quantidade de creme para pentear e apenas se as pontas estiverem ressecadas. Finalizadores, como pomadas, ceras e sprays fixadores, devem ficar reservados somente para ocasiões especiais, quando você precisar que um penteado dure bastante tempo. No dia a dia, eles vão deixar as madeixas ainda mais pesadas.

Não durma com o cabelo molhado

Ninguém deveria dormir com o cabelo molhado, mas quem tem cabelo oleoso sofre ainda mais com esse hábito. O couro cabeludo úmido ajuda na proliferação de fungos e na absorção de impurezas, e a pessoa já acorda com o cabelo mais oleoso.